Death of a martian

Bom, não tinha mais nenhum título sobrando para falar do Michael Jackson. E tudo bem que a música do RHCP fala sobre um cachorro, mas convém ao caso, sem (quase) nenhum desrespeito intencional.

Não, nem tenho nada novo pra dizer sobre o que significou a carreira do cara, sua morte e etceteras. Se você ainda quer ler sobre isso, recomendo esse texto da Slate, que me remeteu a esse vídeo do Jarvis Cocker, do Pulp, interrompendo a apresentação de “Earth Song” no Brit Awards de 1996:

Diz o Jarvis que foi um protesto contra o messianismo do Michael Jackson, que se não me engano abençoava um rabino durante a performance, cercado de um coro de crianças (ahem). “Earth Song”, faz sentido pra um marciano.

Mas nem é disso que eu ia falar, a princípio. Ontem passou no SBT o grande e largamente inexplicável Moonwalker, espécie de filme promocional do disco Bad lançado em 88. Não tem nenhum grande plot, é uma sequência de curtas-videoclipes, um mais nonsense que o outro. Tipos, depois de uma refilmagem do clipe de “Bad” (aquele do metrô) feita só com crianças (ahem), o Michael-criança passa por uma fumaça e vira Michael-adulto de novo. Aí ele é perseguido por fãs e jornalistas de massinha, e para fugir se transforma em um coelho (pois é) e sai andando de moto ao som de “Speed Demon”. Juro:

Aí, umas lengalengas depois, Jacko está brincando no parque com crianças (ahem), entre elas o Sean Lennon, parece, quando o cachorro dele foge atrás da bola. Todos entram numa caverna e lá encontram o Mr. Big (não aquele, nem o do Sex & The City, mas sim o Joe Pesci), um gângster que quer viciar o mundo em drogas, começando pelas crianças (ahem). Enfim, daí pra frente a gente descobre que o Michael na verdade era um gângster mágico, que tira seu poder de estrelas cadentes e pode se transformar em carro, robô e nave espacial. Tudo isso pra salvar uma criancinha loira (ahem) das mãos do Mr. Big.

Bem, por incrível que pareça, esse samba do ex-crioulo-doido virou um jogo de videogame, que foi razoavelmente popular no Brasil lá no comecinho dos anos 90, e esse é o ponto que eu queria chegar. O nome oficial é Michael Jackson’s Moonwalker, e eu jogava a versão do Mega Drive, que comparada aos Shinobi e Golden Axe da época era horrível, mas tinha seu charme:

Tem também o jogo todo no YouTube, pra quem está MUITO saudoso mesmo. Mas observando esse trecho, dá pra ter uma ideia de como o axioma “Michael Jackson é esquisito” se instalou de forma perene nas psiquês indefesas da juventude que jogava isso:

  • Saem brilhos das mãos e pés dele;
  • Mesmo em 16 bits, dá pra notar que o chutinho xoxo do MJ nunca derrubaria um gângster;
  • Quando uma mulher agarra o Michael, você tem que bater nela;
  • As criança (porque era sempre a mesma) dão um gritinho “Michael!” que nunca mais sai da memória;
  • Depois de resgatar as criança da fase, um CHIMPANZÉ aparece do nada e aponta pra que lado ir;
  • Quando se sobe no piano, as teclas fazem barulho (eu achava isso muito moderno);
  • Todo mundo dança e morre na sequência. E estamos na primeira fase.

Pesquisando agora para esse post eu descobri duas coisas interessantes: a primeira é que quem é creditado pelo design do jogo é o próprio Michael Jackson Jacko Wacko himself. A segunda, que eu não sei se é de conhecimento geral, é que existia uma versão em arcade muito mais foda do jogo.

Dance, motherfucker!

Dance, motherfucker!

E pra melhorar ainda mais eu encontrei um site com gifs animados, screenshots e um texto muito engraçado sobre todas as fases do game. Alguém lembra de ter jogado esse arcade nos fliperamas daqui?

Zoou procês, roxinhos

Zoou procês, roxinhos

Caraio, deu vontade até de procurar o ROM desse jogo pra baixar (deve passar em cinco minutos). A bizarrice segue em curso, com o movimento de dança que faz todo mundo explodir, raios azuis saindo da mão do Michael, crianças largadas por todo canto numa caverna (ahem) e um traficante de drogas que tem um robô-aranha como arma principal. No fim, diferente do filme, The Gloved One se transforma em uma nave e parte para o espaço, para nunca mais voltar. [PS: oh céus, achei um vídeo com o jogo todo]

Redunda dizer isso para a música, mas os games também mostram que Michael Jackson, muy provavelmente, não era desse planeta. Que tenha uma boa jornada de volta pra casa.

Just beat it

Just beat it!

PS: Porra, esqueci do principal nesse post. “O” gif animado do Michael, e um dos melhores já feitos, na minha humilde opinião. Salve e espalhe por aí, porque imortalidade é pra poucos:

michael-jackson

Tam. original: michael-jackson

Anúncios

Tags: , , ,

12 Respostas to “Death of a martian”

  1. Bruna Says:

    texto foda, sai óbvio e fala até coisas ahmm… relevantes(?)
    rs

  2. gabikato Says:

    huauaauuah MEDO o.O

    tá praticamente um estudo de caso sobre o filme/jogo. =P

  3. Andrezza Says:

    auehuaehaeuehaeua que jogo tosco, não lembrava disso o.o

  4. Brancatelli Says:

    Putz, eu adorava o jogo pra Mega Drive!
    E também adorava esse filme… a cena do Smooth Criminal é muito clássica, principalmente aquela hora que ele se inclina pra frente… SEM CAIR!!! SEM – CAIR!!!!! Mas… mas… ué, como… como ele consegue… mas…
    Cara, aquilo era demais!!

    Ei, longa vida nova ao blog.

  5. thais Says:

    “gângster mágico, que tira seu poder de estrelas cadentes”… adorei! onde eu tava nessa época pra nunca ter jogado isto?

  6. Não duvide da capacidade de bizarrice de qualquer caso envolvendo Michael Jackson | Olhômetro Says:

    […] Todo mundo estava errado. No que tange o universo Michael Jackson, os mistérios perdurarão para todo o sempre, meus caros, e estarão incrustrados em todo e qualquer caso que envolva seu nome. Recomendo inclusive esse post do Gustavo sobre os elementos altamente esquisitos presentes no MJ pra…. […]

  7. Teia Neuronial » Sobre Michael Jackson Says:

    […] Death of a martian – do blog Missing Punchline […]

  8. CihMoon Says:

    Nunca reparei pq eu não cheguei a jogar moonwalker…mas vou mostrar esse post pro meu namorado q é muuuito fan desse filme/jogo. o.o
    Parabéns pelo post! o/

    :*

  9. Weverton Guedes Says:

    Muito show o post cara!
    Dá um passada la no meu blog! 😉

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: